Você está aqui:    Home      Economia      Confederações ampliam luta em defesa dos direitos dos trabalhadores

Confederações ampliam luta em defesa dos direitos dos trabalhadores

15 de maio de 2017
Publicado emEconomia, Home, Notícias

As Confederações de trabalhadores atuarão em várias frentes, nos próximos dias, com o intuito de fortalecer a luta contra as reformas. Segundo Artur Bueno de Camargo, presidente da CNTA Afins e coordenador do Fórum Sindical de Trabalhadores (FST), o objetivo “é destruir esses monstros criados para atacar a classe trabalhadora e o movimento sindical”.

Dirigentes das Confederações que compõem o FST fizeram plenária na quinta (11), em Brasília. “Tivemos um encontro positivo, que deliberou sobre ações políticas e jurídicas que empreenderemos”, explica.

Entre as ações políticas, está a participação na ocupação de Brasília, marcada para o dia 24 de maio. “A indicação é que as Confederações joguem pesado para mobilizar dirigentes e trabalhadores. Temos pouco mais de dez dias para organizar o movimento, mas jogaremos força total para que a manifestação seja forte e representativa”, afirma Artur.

Concomitantemente, segue o corpo a corpo com senadores e deputados para que se posicionem contrários às reformas. “Sabemos que a maioria está amarrada ao governo, inclusive por meio de compra de votos, mas acreditamos na possibilidade de reverter a situação”, comenta.

Emendas – Outra decisão é a proposta de emendas a serem apresentadas nas audiências públicas do Senado sobre a reforma trabalhista. “Faremos uma série de emendas, que passam longe de serem conciliatórias”, antecipa o dirigente.

“Nossa intenção será destruir essa reforma. Se eles querem gerar empregos, iremos propor, então, a jornada de 40 horas. Nosso empenho será dirigido a realmente colocar fim nestas reformas. Essa é nossa posição política e de luta definida nas discussões em Brasília”, finaliza.

Fonte – Agência Sindical

Postar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*