Você está aqui:    Home      Palavra do Presidente

Ano difícil, mas conseguimos!

27 de janeiro de 2017
por cason

O ano de 2016 não foi nada fácil em tudo que é relacionado à economia. Desemprego, alta nos preços dos produtos e dificuldades para negociações trabalhistas; muita dificuldade. A situação econômica do país continuou muito complicada, com mercado retraído e baixas expectativas. Vimos nos últimos dias o anúncio de demissão de 194 trabalhadores da Madepar,…

Leia Mais

Recuperação será às custas de muitas perdas ao trabalhador

30 de maio de 2016
por cason

Com a presidente do Brasil afastada, nos resta aguardar pelo início de uma mobilização que poderá levar o país a um patamar diferente do que temos vivido. Não havia mais condição de governabilidade para Dilma, que ainda enfrentará um processo para, só depois, se for condenada pelo crime de responsabilidade, ter o mandato cassado. Por…

Leia Mais

A UNIÃO DA CATEGORIA FEZ A DIFERENÇA PARA O NOSSO SUCESSO!

17 de dezembro de 2015
por cason

São Paulo, 17 de Dezembro de 2015 Companheiros e companheiras, faltam poucos dias para o encerramento de mais um ano, no qual aprendemos muito. As dificuldades que enfrentamos ao longo da nossa jornada de 2015, tiveram um lado bom. Mantivemos a categoria unida, e conseguimos superar as adversidades e alcançar nossos objetivos. Inclusive, foi essa…

Leia Mais

MENSAGEM DE BOAS FESTAS

17 de dezembro de 2015
por cason

Meus queridos companheiros! Gostaria de agradecer a todos os trabalhadores e trabalhadoras por mais um ano que estivemos unidos, mostrando o quanto somos fortes. Que em 2016 possamos estar novamente lado a lado trabalhando por nossa categoria. O Sindicato dos Papeleiros de Limeira deseja a todos os companheiros e companheiras e seus familiares um Feliz…

Leia Mais

MOBILIZAÇÃO E PARTICIPAÇÃO SERÃO FUNDAMENTAIS PARA SUPERARMOS AS DIFICULDADES

3 de setembro de 2015
por cason

A conjuntura economia atual tem se mostrado muito desfavorável aos trabalhadores brasileiros: taxa de desemprego atingindo a casa de 7,5%; inflação próxima a dois dígitos; taxa de juros elevadas; elevação de preços de alimentos, combustíveis, e tarifas de água e energia elétrica. É inegável que a economia brasileira se encontra em desaquecimento e a perspectiva…

Leia Mais